IdS lança curso de Introdução ao Satanismo

O satanismo é tão comentado quanto demonizado. A grande maioria das pessoas que o cita, ou não tem a menor idéia do que se trata, ou imagina que somos adoradores de demônios que sacrificam criancinhas enquanto pagam vultosas quantias em dinheiro à algum líder excêntrico.

Religiões evangélicas neopentecostais, que na maioria das vezes são lideradas por pastores fanáticos e muitas vezes mal intencionados, usam o satanismo e os arquétipos relacionados para impressionar e apavorar uma grande massa de incautos – alguns com intenções de supostamente salvar-lhe as almas, mas muitos com intenções bem mais terrenas de usurparem-lhe dinheiro – tem ajudado a espalhar boatos e apavorar as pessoas a nosso respeito.

Para esclarecer aqueles que buscam informação verdadeira, foi criado o Curso de Introdução ao Satanismo. Este curso é essencial a qualquer um que queira compreender as bases que regem a filosofia do verdadeiro satanismo. Nele, são respondidas diversas perguntas.

Satanistas fazem sacrifícios de crianças? E de animais? Preciso pagar dízimo se me tornar satanista? Satanistas praticam a pedofilia? Como posso me aliar à IdS para espalhar o satanismo pelo mundo e tornar nosso planeta um lugar melhor para mim? Essas e muitas outras perguntas são respondidas neste curso.

Para participar do Curso, registre-em nosso site e matricule-se gratuitamente.

Sobre o autor

cardealnegro

cardealnegro

Criador da Igreja de Satã do Brasil, o Cardeal Negro está no topo da hierarquia de nossa igreja.

Um Comentário

  1. A igreja e seus dogmas religiosos limitam a forma de pensar dos humanos. Acredito que muitos que leêm a biblia cristã, não entendem os fundamentos e não conseguem enxergar o contráditório em seus escritos. A tal da salvação da alma, através da fé em “jesus cristo” , não existe. As igrejas objetivam com essa pregação, limitar a forma de pensar do humano, atribuindo-lhes vários pecados, que de nada serve a não ser atrasar sua evolução. Salvação é um argumento para o pós vida, que carece de fundamentação. Além de atribuir culpa das desgraças aos “demônios”. Trata de açoes pecaminosas do humano, como parte dos atos de seu insconsciente e não do consciente. Não existe provas de que a “salvação” possa ser vivida no pós vida. Jesus é um personagem criado pela igreja com base em outros avatares históricos.

Deixe uma resposta