Quem Somos – A IdS

Saiba melhor quem somos e os princípios que nos norteiam

  • Somos a comunidade pioneira no Brasil a nos dedicar à aceitação da verdadeira natureza humana – a de uma besta carnal, vivendo num cosmo que é indiferente a sua existência.

    Para nós, Satã é o símbolo que melhor se encaixa em nossa verdadeira natureza: de seres carnais desde o nascimento – pessoas que não precisam lidar com batalhas permeando nossos pensamentos e sentimentos, que não abraçam o conceito de uma alma presa em um corpo.

    Ele representa orgulho, liberdade e indivualismo – qualidades muitas vezes definidas como más por aqueles que adoram deidades externas, seres mitológicos, e mais ainda, pelos que usam essa adoração para enriquecer e controlar as massas.

    Tal qual Anton LaVey explicou em seu trabalho clássico A Bíblia Satânica, o homem – usando seu cérebro – inventou todos os deuses, tendo feito isso porque muitos de nossa espécie não conseguem aceitar ou controlar seus próprios egos, sentindo-se compelidos a evocar um, a uma multiplicidade de personagens, que pode agir sem entraves ou culpa sobre caprichos e desejos.

    A melhor definição para a Igreja de Satã, é a de uma comunidade estudos satânicos formados por seguidores da filosofia de Anton LaVey, formada por células independentes e com sua própria hierarquia interna.

Somos uma comunidade discreta, reunida em busca de conhecimento, elevação pessoal, social e cultural.

O estudo intenso faz parte de sua vocação e da vocação de nossa sociedade; o respeito pelo conhecimento e pela inteligência ao usá-lo, a que chamamos de sabedoria, permeia todas as nossas ações.

Divulgar o conhecimento satânico àqueles capazes de lidar com seu poder é nossa missão!

A IdS é uma igreja nos moldes tradicionais?
Não. Não coletamos dízimos, não nos afirmamos arautos da sabedoria divina nem prometemos a vida após a morte a ninguém. Não prometemos sucesso sem esforço, curas impossíveis, bençãos de seres invisíveis ou gratificações em troca de fidelidade de credo. 

Nossa comunidade é uma evolução racional e científica, com ideais ateístas fundamentados na filosofia de Anton Lavey.

Para saber mais detalhes sobre a IdS, matricule-se no Curso Gratuito de Introdução ao Satanismo!

  • Todos os deuses são formas externalizadas, projeções ampliadas de seus verdadeiros criadores, personificando aspectos do universo ou sentimentos pessoais que a maioria de seus seguidores considerariam dignas de preocupação!

    Adorar ou idolatrar qualquer deus, é adorar por consequência, adorar àqueles que inventaram este deus! Como no Satanismo consideramos que todos os deuses são fictícios, em vez de nos curvarmos de joelhos para adorá-los – ou buscar relações de  submissão, amizade ou união com tais entidades míticas, nós satanistas somos o centro de nosso próprio universo subjetivo, atribuindo a nós mesmos o maior dos valores.

    Nós, satanistas, somos portanto nossos próprios Deuses!

    Como deidades, podemos oferecer amor à aqueles que o merecem, e dedicar nossa iradentro de limites razoáveisàqueles que nos causam danos – ou o causam àqueles que prezamos.

    HAIL SATAN!

    Shemhameforash!

Importante: Não possuímos nenhuma ligação com a Church of Satan Californiana, Satanic Temple ou com qualquer outro culto.