Entrevista com o Cardeal Negro da Igreja de Satã ao site Medium.com

Confira esta rara entrevista, dada pelo Cardeal Negro ao site Medium.com em janeiro de 2019.

O surgimento da Igreja de Satã do Brasil foi uma consequência natural do considerável número de satanistas que há no país. Embora a maioria prefira se manter no anonimato, muitos satanistas brasileiros vêm manifestando, nos últimos anos, uma vontade grande de encontrar outras pessoas com quem possam trocar ideias, realizar estudos conjuntos e projetos de maior complexidade.

No começo, eles se reuniam em diversos grottos independentes, e nessas, os novatos acabavam ficando à mercê de aproveitadores que ofereciam pactos e promessas de sucesso financeiro, frequentemente em troca de somas vultosas. Na IdS, desde o primeiro dia, fica claro para os integrantes que o sucesso é alcançado pelo satanista por mérito próprio, consequência de um esforço que exige foco, estudo e muita dedicação.

Para saber um pouco mais do que pensam e como se relacionam os satanistas que integram os grupos de estudos da IdS, consegui falar com um dos representantes da iniciativa, embora não seja comum que a organização aceite dar entrevistas a jornalistas ou estudantes. Pega o papo:

Quantas células da Igreja de Satã existem pelo país?
Cardeal Negro: Faz parte de nossa política primordial jamais dar a ninguém uma definição precisa de quantos membros nossa Igreja possui. Entendemos que a Igreja de Satã deve ser como uma substância fluida, que nunca poderá ser pregada à parede (ou a uma cruz…). Sabemos que se nosso número de membros fosse considerado muito grande, as pessoas passariam a nos considerar muito ameaçadores. Por outro lado, se fôssemos pequenos demais, isso poderia ser usado para fazer pouco de nossa filosofia. Existem células em praticamente todas as cidades do país, até mesmo nas menos populosas, e não seria exagero nenhum afirmar que há membros da IdS em praticamente todos os países do planeta. Entretanto, mantemos o número exato de membros da igreja no mais absoluto sigilo.

Quais são as maiores confusões que as pessoas fazem sobre o entendimento do satanismo?
Às vezes é difícil explicar para alguém que teve uma criação religiosa, sempre sendo aterrorizado, que a fonte de seus medos não passa de mera superstição. Por mais que vejam incongruências históricas na Bíblia, muitos a tomam de forma literal, como se tivesse realmente sido escrita por Deus, e não como um punhado de textos antigos, unidos sob a intenção de fornecer uma ferramenta de controle e intimidação da igreja cristã — que é o que ela realmente é. A grande maioria chega à Igreja de Satã acreditando em Satã como uma figura literal. Mais do que isso, muitos creem que basta pagar uma quantia de valor considerável em um pacto, ou oferecer sua alma, em troca de dinheiro, saúde ou sucesso. Na IdS, deixamos muito claro que o sucesso em qualquer área, é quase que na totalidade dos casos, fruto de muito esforço e trabalho duro. Satã não tem pena de ninguém!

A Igreja de Satã tem uma sede física ou mesmo realiza encontros presenciais?
Alguns grottos realizam, sim, reuniões presenciais. Além disso, há encontros realizados pela IdS em algumas situações especiais, e entre membros específicos com objetivos em comum. Entretanto, a abertura de uma sede aberta a mundanos — que é como chamamos os não-iniciados — tem sido motivo de acalorado debate entre nós. Muitos de nossos membros creem que chegou a hora de posicionar a IdS de forma mais afirmativa, e que portanto, uma sede física, aberta a visitação de curiosos, talvez seja uma boa ideia. Mas isso ainda está em debate. No momento, que posso revelar é que ainda não há uma sede física aberta a mundanos.

Por que vocês acham que cultuar a Deus é tão errado?
Christopher Hitchens, um dos autores que recomendamos com frequência aos nossos membros, afirma no livro “Deus não é grande” que “Deus não criou o homem à sua imagem, na realidade, foi o contrário”. O autor está coberto de razão, e é apenas um de muitos autores que deixa claro o tamanho do estrago que têm sido provocado no mundo pela praga da crença em seres sobrenaturais. Guerras têm sido travadas há milhares de anos em defesa de figuras imaginárias. Se não perdêssemos tempo com essas combates inúteis, nossa civilização já teria conquistado as estrelas! E é preciso conquistá-las, se quisermos dar uma verdadeira chance de sobrevida a humanidade. É apenas uma questão de tempo! Precisamos buscar soluções para perpetuar a humanidade, antes que outro cataclisma — como o cometa que extinguiu os dinossauros — cause uma nova extinção em massa. Isso não é uma questão de “se”, mas sim, de “quando”, como qualquer cientista pode confirmar. Então, legal é buscar soluções práticas e eficientes para o avanço da humanidade e a colonização do espaço, que é a única forma de garantir a sobrevida da humanidade a longo prazo. Zoado é seguir esperando que uma figura imaginária desça de seu pedestal divino e salve a humanidade, ou lhe traga sucesso em troca de um dízimo financeiro. Ou ser explorado financeiramente por alguém que se diz seu emissário.

Como foram os eventos da Marcha Para Satã?
A marcha de Satã foi organizada em 2016 em São Paulo por um coletivo que envolvia pessoas indignadas com as agruras sofridas numa teocracia como Brasil, e contou apenas com o apoio de alguns membros da IdS. Ela reuniu cerca de 500 pessoas, o que para ser honesto, foi uma surpresa para nós. Foi uma ótima forma de divulgar nossos princípios e de questionar o estado supostamente laico em que vivemos. Há muitos de nossos membros que gostariam de ver uma grande marcha sendo organizada em nível nacional, mas isso ainda não aconteceu, embora algumas células a tenham realizado em outras cidades. Estamos analisando a questão profundamente. Talvez em 2019!

Satã estimula o sacrifício de animais?
As únicas pessoas que realizam sacrifícios são aquelas que acreditam em entidades sobrenaturais que consideram que o sacrifício possa ser uma forma de pagamento para uma solicitação ou forma de adoração. Como não acreditamos em entidades sobrenaturais não há a menor razão para um Satanista realizar sacrifícios de qualquer espécie! Não existem sacrifícios de animais, ou de pessoas na IdS. Mais do que isso! O Satanismo tem regras muito claras proibindo atividade sexual com crianças e animais não-humanos. De fato, se um membro da Igreja de Satã abusa de uma criança ou animal, seja sexualmente ou de outra forma, sua filiação é automaticamente cancelada em definitivo. Essa pessoa não só será expulsa da IdS, como sua atividade será imediatamente denunciada às autoridades. Infelizmente, este mito do sacrifício satânico é muito comum, pois é propagado por padres e pastores, na ânsia de manter seus fiéis assustados — e pagando o dízimo em dia!

O que acontece se uma pessoa vender a alma para Lúcifer num desses rituais negociados por bruxos?
Antes de mais nada, ela provavelmente vai perder muito dinheiro! Geralmente, quando chega a este ponto, a pessoa já foi iludida por alguém que se diz sacerdote. Neste estágio, quando ela começar a perceber que a venda não surtiu o efeito desejado, o suposto ‘sacerdote’ passará a afirmar que lhe faltou fé, convicção, ou que a oferta financeira não foi generosa o suficiente. O falso sacerdote sabe que tem em mãos uma pessoa sugestionável, que atribui a ele um poder que na verdade ele não tem, e fará de tudo para tirar todo dinheiro que conseguir dessa pessoa o mais rápido possível, antes que ela se dê conta de que foi enganada por um charlatão.

Como é ser satanista num país de crentes e conservadores?
Nossa entidade existe há muito tempo, e já sobreviveu aos mais diferentes regimes políticos. Dificilmente uma bancada político-religiosa seria uma real ameaça para nós, uma vez que há muitos satanistas na política, assim como há padres, e muitos pastores. São pessoas que preferem manter suas crenças em sigilo, e seguir vivendo no meio social em que cresceram, e muitas vezes, se aproveitar dele, até mesmo mantendo templos cristãos. Mas se por um lado, o poder crescente da bancada evangélica não preocupa a Igreja de Satã enquanto entidade, ela preocupa — e muito — os nossos membros pelos avanços que impede e pelo retrocesso que traz. Questões simples, como a liberação do aborto, que salvaria milhares de vidas de mães pobres todos os anos, se tornam muito mais complexas quando alguém lhe diz que “você irá ao inferno por abortar”. com todo o peso que a culpa traz. Entenda, não somos a favor do aborto em si, mas sim, a favor do direito único e exclusivo da mãe de decidir fazê-lo. Por outro lado, muitos religiosos temem a ciência, e tantos outros realmente a odeiam por não embasar suas crenças delirantes! Ter esse tipo de pessoa no controle de um país é um retrocesso garantido, e é extremamente nocivo ao avanço de um país e de uma civilização como um todo!

Que tipo de gente se interessa pelas ideias da Igreja de Satã?
Os mais variados tipos. Entre nossos membros, há advogados, médicos, engenheiros, e até padres e pastores, ou seja: pessoas de todos os tipos, classes sociais e profissões — e sim, há muitos jovens também. O acesso à informação alcançado pelas gerações atuais com o advento da internet tem formado uma massa mais crítica, com maior capacidade de questionamento. Os jovens estão percebendo por si só que as histórias contidas na Bíblia — assim como no Torah ou no Alcorão — não fazem o menor sentido, e em busca de algo mais sensato, acabam nos descobrindo. E são justamente essas pessoas, com pensamento crítico afiado, que queremos ter como membros! Aquele jovem que recebia respostas evasivas de seu líder religioso, ou era ameaçado com a danação eterna por questionar dogmas de outras entidades religiosas, encontra acolhimento e outras pessoas com pensamento crítico semelhante na IdS. E muitas vezes, isso significa também, abandonar a depressão e outras consequências nefastas trazidas pela culpa imposta aos membros de suas antigas denominações religiosas.

Quais são as principais obras que norteiam o pensamento da Igreja de Satã?
A obra de Anton LaVey, mais do que qualquer outra. A tríade de livros “Bíblia Satânica, Rituais Satânicos e Bruxa Satânica” é estudada por todos os nossos membros, e sua compreensão é peça fundamental na evolução das pessoas que participam da IdS como membros. Mas recomendamos muitos outros livros para leitura, inclusive material que se contrapõe a nossas crenças. Questione tudo e todos, já dizia LaVey. Conhecimento e estudo são fundamentais para qualquer satanista que se preze, e é justamente por este posicionamento perante a vida, que nossos membros costumam ser muito bem sucedidos em suas respectivas áreas de atuação.

Por Eduardo Ribeiro
Link original: https://medium.com/@streetsinger/10-perguntas-que-voc%C3%AA-sempre-quis-fazer-para-um-satanista-e4f16eba73ae

Sobre o autor

cardealnegro

Criador da Igreja de Satã do Brasil, o Cardeal Negro está no topo da hierarquia de nossa igreja.

Deixe uma resposta