Os 4 Príncipes Coroados do Inferno e os Nomes Infernais

Os Quatro Príncipes Coroados do Inferno

Satã – (hebreu) Adversário, opositor, acusador, Senhor do Fogo, o inferno, o Sul.
Lúcifer – (romano) O condutor de luz, iluminação, o ar, a estrela da manhã, o Leste.
Belial – (hebreu) Sem mestre, base da Terra, independência, o Norte.
Leviatã – (hebreu) A serpente fora das profundezas, o mar, o Oeste.

Os Nomes Infernais

Abaddon – (hebreu) o destruidor
Adramelech – demônio sumeriano.
Ahpuch – demônio maia.
Ahriman – demônio mazdeano
Amon – deus egípcio da vida e reprodução, com cabeça de carneiro
Apollyon – sinônimo grego para Satã, o arquidemonio.
Asmodeus – demônio hebreu da sensualidade e luxuria, originalmente “criatura do julgamento”.
Astaroth – deusa fenícia da lascívia, equivalente da Ishtar babilônica.
Azazel – (hebreu) instruiu os homens a criarem armas de guerra, introduziu os cosméticos.
Baalberith – senhor canaanita da Convenção, que se tornou mais tarde um demônio.
Balaam – demônio grego da avareza e cobiça.
Baphomet – adorado pelos Templários como símbolo de Satã.
Bast – deusa egípcia do prazer representada pelo gato.
Beelzebuth – (hebreu) senhor das moscas, tomada do simbolismo do escaravelho.
Behemoth – personificação hebraica de Satã na forma de um elefante.
Beherit – nome sírio para Satã.
Bile – deus celta do inferno.
Chemosh – deus nacional de Moabites, mais tarde um demônio.
Cimeries – monta um cavalo negro e rege a África.
Coyote – demônio do índio americano.
Dagon – demônio filisteu vingativo do mar.
Damballa – deusa serpente do Vodu.
Demogorgon – nome grego para demônio, diz-se que não seria conhecido pelos mortais.
Diabolus – (grego) “fluindo para baixo”.
Dracula – nome romeno para demônio.
Emma-O – regente japonês do inferno.
Euronymous – príncipe grego da morte.
Fenriz – filho de Loki, descrito como um lobo.
Gorgo – diminutivo de Demogorgon, nome grego para demônio.
Haborym – sinônimo grego para Satã.
Hécate – deusa grega do mundo subterrâneo e feitiçaria.
Ishtar – deusa babilônica da fertilidade.
Kali – (hindu) filha de Shiva, alta sacerdotisa de Thuggees.
Lilith – demônio feminino hebraico, primeira mulher de Adão que lhe ensinou as cordas.
Loki – demônio teutonico.
Mammon – deus aramaico da riqueza e do lucro.
Mania – deusa etrusca do inferno.
Mantus – deus etrusco do inferno.
Marduk – deus da cidade de Babilônia.
Mastema – sinônimo hebreu para Satã.
Melek Taus – demônio yesidi.
Mephistopheles – (grego) quem evita luz, Faustus.
Metzli – deusa azteca da noite.
Mictian – deus azteca da morte.
Midgard – filho de Loki, descrito como uma serpente.
Milcom – demônio amonita.
Moloch – demônio fenício e canaanita.
Mormo – (grego) rei dos Ghouls, consorte de Hécate.
Naamah – demônio feminino grego da sedução.
Nergal – deus babilônico do Hades.
Nihasa – demônio do índio americano.
Nija – deus polaco do mundo subterrâneo.
O-Yama – nome japonês para Satã.
Pan – deus grego da luxuria, depois relegado ao demonismo.
Pluto – deus grego do mundo subterrâneo.
Prosérpina – rainha grega do mundo subterrâneo.
Pwcca – nome gales para Satã.
Rimmon – demônio sírio adorado em Damasco.
Sabazios – demônio frigio, identificado com Dyonisus, adorado como serpente.
Saitan – equivalente enoquiano de Satã.
Sammael – (hebreu) “Veneno de Deus”.
Samnu – demônio da Ásia Central.
Sedit – demônio do índio americano.
Sekhmet – deusa egípcia da vingança.
Set – demônio egípcio.
Shaitan – nome árabe para Satã.
Shiva – o destruidor.
Supay – deus inca do mundo subterrâneo.
T’an-mo – contraparte chinesa para demônio, cobiça, desejo.
Tchort – nome russo para Satã, “Deus Negro”.
Tezcatlipoca – nome azteca do inferno.
Thamuz – deus sumeriano que mais tarde foi relegado ao demonismo.
Thoth – deus egípcio da magia.
Tunrida – demônio feminino escandinavo.
Typhon – personificação grega de Satã.
Yaotzin – deus azteca do inferno.
Yen-lo-Wang – regente chinês do inferno.

Retirado de: A Bíblia Satânica de Anton LaVey
Enviado por Tai Onaga

Avalie esta postagem!

Clique na classificação para avaliar

Média / 5. Número de votos

Já que você gostou deste post...

...que tal seguir a IDS em nossas redes sociais?

 

 

Deixe uma resposta